Notícias

Você está em: Home | Notícias | Câncer de mama

29.10.12 - Câncer de mama

Como são as mamas

As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que conduzem o leite produzido para fora pelo mamilo.

 

Os tipos de câncer de mama

O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma desordenada.

– Carcinoma Ductal: é o mais comum, por acometer as células dos ductos das mamas. Ele pode ser in situ, quando não passa das primeiras camadas de célula destes ductos, ou invasor, quando invade os tecidos em volta.

– Carcinoma Lobular: é menos comum que o primeiro, pois acomete os lóbulos da mama. Este tipo de câncer muito freqüentemente acomete as duas mamas.

– Carcinoma Inflamatório de mama é um câncer mais raro e normalmente se apresenta de forma agressiva, comprometendo toda a mama, deixando-a vermelha, inchada e quente.

 

Fatores de risco

O câncer de mama, como muitos dos cânceres, tem fatores de risco conhecidos. Alguns destes fatores são modificáveis, ou seja, pode-se alterar a exposição que uma pessoa tem a este determinado fator, diminuindo a sua chance de desenvolver este câncer.

Existem também os fatores de proteção. Estes são fatores que, se a pessoa está exposta, a sua chance de desenvolver este câncer é menor. São eles:

– Idade;

– Exposição excessiva a hormônios;

– Dieta;

– Radiação;

– História ginecológica e familiar;

– Alterações nas mamas;

– Exercícios físicos.

 

Sintomas

O câncer de mama normalmente não dói. A mulher pode sentir um nódulo (ou caroço) que anteriormente ela não sentia.

A mulher também pode notar uma deformidade na suas mamas, ou as mamas podem estar assimétricas. Ou ainda pode notar uma retração na pele ou um líquido sanguinolento saindo pelo mamilo. Nos casos mais adiantados pode aparecer uma “ferida” (ulceração) na pele com odor muito desagradável.

No caso de carcinoma inflamatório a mama pode aumentar rapidamente de volume, ficando quente e vermelha.

 

Como se faz o diagnóstico

A mamografia é um Raio x das mamas. Este exame também é feito para detecção precoce do câncer quando a mulher faz o exame mesmo sem ter nenhum sintoma. Caso a mama seja muito densa, o médico também vai pedir uma ecografia das mamas. Se a mamografia mostra uma lesão suspeita, o médico indicará uma biópsia.

 

Tratamento

Existem vários tipos de tratamento para o câncer de mama.

Se o tumor for pequeno, o primeiro procedimento é uma cirurgia onde se retira o tumor. As características do tumor retirado e a extensão da cirurgia definem se a mulher necessitará de mais algum tratamento complementar ou não. Geralmente, se a mama não foi toda retirada, ela é encaminhada para radioterapia.

Dependendo do estadiamento, ou seja, quão avançada está a doença (tamanho, número de nódulos axilares comprometidos e envolvimento de outras áreas do corpo), também será indicada quimioterapia ou hormonioterapia.

 

Detecção precoce do câncer de mama

Na maioria dos casos, a mulher é a responsável pela primeira suspeita de um câncer. É fundamental que ela conheça as suas mamas pelo auto-exame e saiba quando alguma coisa anormal está acontecendo.

 

Como examinar as suas mamas?

Diante do espelho:


Eleve e abaixe os braços.
Observe se há alguma anormalidade na pele, alterações no formato, abaulamentos ou retrações.

 

Durante o banho:


Com a pele molhada ou ensaboada, eleve o braço direito e deslize os dedos da mão esquerda suavemente sobre a mama direita estendendo até a axila.
Faça o mesmo na mama esquerda.

 

Deitada:


Coloque um travesseiro debaixo do lado esquerdo do corpo e a mão esquerda sob a cabeça. Com os dedos da mão direita, apalpe a parte interna da mama. Inverta a posição para o lado direito e apalpe da mesma forma a mama direita.

Com o braço esquerdo posicionado ao lado do corpo, apalpe a parte externa da mama esquerda com os dedos da mão direita.

 

A T E N Ç Ã O:
Caso você encontre alguma das anormalidades citadas, lembre-se que é importante procurar um serviço médico: os ambulatórios, postos e centros de saúde pública podem ajudá-la. Quanto mais cedo melhor!

 

Fonte:

http://www.abcdasaude.com.br

http://www.saudeemmovimento.com.br

 

Outras Notícias

20.01.16 - Dia do Farmacêutico!

O farmacêutico é um profissional de...

18.12.13 - A cura para a Hepatite C chega a 97% dos casos tratados com novo medicamento

Os novos estudos feitos em uma...

26.11.12 - Câncer de pele

A pele, o maior órgão do...

24.09.12 - Alergia Respiratória (Rinite)

O que é? O termo “alergia”...

19.09.12 - Anvisa suspende lote de xarope falsificado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária...

Solicite uma visita e um de nossos representantes irão até você.

+ Veja mais

Conheça nossos distribuidores e
áreas de atuação.

+ Veja mais
«
»
Tv Oslo 64 D - Passo dos Fortes
Chapecó - SC | CEP: 89805-110
Rua Colibri, 128 - Salto Weissbach
Blumenau – SC | CEP: 89032-235
Medchap Facebook Medchap Twitter