Notícias

Você está em: Home | Notícias | Alergia Respiratória (Rinite)

24.09.12 - Alergia Respiratória (Rinite)


O que é?

O termo “alergia” vem do grego “allos”, que significa alterações do estado original. Então, a alergia é uma reação específica do sistema de defesa do organismo à substâncias normalmente inofensivas. Pessoas que tem alergias freqüentemente são sensíveis a mais de uma substância.
Os tipos de alérgenos mais comuns são:
pólens,

partículas de pó,

esporos de fungos,

alimentos,

látex,

veneno de insetos e medicamentos.

 

Como se desenvolve?

Quando um alérgeno entra em contato com seu anticorpo IgE específico, vários elementos químicos são liberados no sangue e passam a agir em várias partes do corpo, assim como no sistema respiratório, causando os sintomas da alergia.
No sistema respiratório, a alergia poderá manifestar-se como uma doença alérgica no nariz (rinite alérgica) ou nos pulmões e vias aéreas (asma ou hiper-reatividade brônquica).
Há também a polinose (febre do feno), que é uma doença que ocorre sempre na mesma época do ano – a primavera, quando ocorre a polinização. Os grãos de pólens de plantas se depositam nos olhos e nariz, levando a uma reação alérgica. Dentre as plantas que podem causar alergia estão: azevém, ciprestes, eucaliptos, plátanos, acácia e outros

 

O que se sente?

* Nariz: inchaço da mucosa nasal (rinite alérgica).
* Olhos: vermelhidão e coceira da conjuntiva (conjuntivite alérgica).
* Via aéreas: broncoconstrição, respiração difícil e dispnéia, algumas vezes ataques de asma.
* Pele: várias erupções como eczema, urticária e dermatite de contato.

 

Como se previne?

O fator mais importante na reabilitação de alguém com alergia é remover a fonte dos alérgenos do ambiente de casa e evitar lugares onde o contato com alérgenos é provável.

 

Como se trata?

– O médico poderá recomendar o uso de anti-alérgicos para combater ou prevenir os sintomas da alergia respiratória. Dentre estes podem ser de uso sistêmico (que atuam no corpo todo, como injeções, comprimidos e xaropes) ou de ação localizada (cremes, pomadas, colírios, sprays ou inalatórios).
– Outra opção de tratamento é a imunoterapia (“vacinas”)

Embora não exista cura para as alergias, uma destas estratégias ou a combinação delas poderá dar graus variados de alívio dos sintomas alérgicos.

 

Fonte:

http://www.abcdasaude.com.br

 

Outras Notícias

20.01.16 - Dia do Farmacêutico!

O farmacêutico é um profissional de...

18.12.13 - A cura para a Hepatite C chega a 97% dos casos tratados com novo medicamento

Os novos estudos feitos em uma...

26.11.12 - Câncer de pele

A pele, o maior órgão do...

29.10.12 - Câncer de mama

Como são as mamas As mamas...

19.09.12 - Anvisa suspende lote de xarope falsificado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária...

Solicite uma visita e um de nossos representantes irão até você.

+ Veja mais

Conheça nossos distribuidores e
áreas de atuação.

+ Veja mais
«
»
Tv Oslo 64 D - Passo dos Fortes
Chapecó - SC | CEP: 89805-110
Rua Colibri, 128 - Salto Weissbach
Blumenau – SC | CEP: 89032-235
Medchap Facebook Medchap Twitter